quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Conheça oito vilões do coração



Manter o coração saudável é uma tarefa que exige uma dedicação vitalícia. Há estudos que mostram que o depósito de gorduras nas artérias começa ainda na infância, o que anteciparia um infarto caso a criança já não cresça tendo uma alimentação saudável.
Apesar de ser um órgão vital, o coração por muitas vezes sofre em silêncio. Depois de anos de maltrato ele resolve mostrar o quanto estava sofrendo, com um infarto ou coração dilatado, por exemplo. O cardiologista da Beneficência Portuguesa, Américo Tângari Junior, explica quais são alguns dos principais problemas que vão machucando o coração ao longo dos anos.

1) Genética - hoje os genes já são considerados responsáveis por muitos casos de doença. No caso do coração, não é diferente. O cardiologista recomenda que, caso existir alguém da família que tenha histórico em doenças do coração, procurar um médico para check-up regular é fundamental. Alguns exames, como o eletrocardiograma, ecocardiograma e teste ergométrico conseguem mensurar como está a saúde cardíaca e até mesmo prevenir um evento cardiovascular que pode ser fatal, como infarto.

2) Diabetes - estima-se que cerca de 10% da população brasileira seja diabética. A doença é um dos fatores de risco cardiovascular, pois pode ajudar a formar placas de gordura dentro dos vasos, resultando em um bloqueio que leva ao infarto. Priorizar uma dieta saudável e tomar os medicamentos receitados pelo médico ajuda a controlar a doença.


3) Hipertensão Arterial - a pressão alta é silenciosa, praticamente não dá sintomas. Com o tempo, lesa os rins e faz com que o coração faça muito esforço para trabalhar, hipertrofiando-o e, posteriormente, dilatando-o. Aferir a pressão com frequência, controlar o sódio e tomar os medicamentos prescritos por um cardiologista mantém a pressão dentro do padrão. O cardiologista da Beneficência Portuguesa diz que, em alguns casos de pressão alta, há palpitação, dor de cabeça, cansaço e tontura.

4) Tabagismo - quem fuma pode tirar alguns anos da própria vida por algo que poderia ser perfeitamente evitável. O cigarro aumenta a chance de infarto, sendo a principal causa por mortes evitáveis em todo o planeta. Cerca de 20% dessas mortes acontecem por eventos cardiovasculares. Além disso, os fumantes passivos também sofrem com isso, podendo desenvolver doenças cardíacas somente pela inalação passiva da fumaça.

5) Colesterol Alto - quando há muita gordura circulando no sangue, ela pode começar a entupir as artérias, uma das causas principais da aterosclerose, que leva ao infarto. Ter uma dieta balanceada, sem excesso de gorduras saturadas e zero de gorduras trans, ajuda o corpo a se defender. Além disso, fazer atividade física ajuda a aumentar o colesterol bom, que é responsável por "faxinar" a gordura ruim do corpo.

6) Estresse - sabe-se hoje que os hormônios do estresse, a adrenalina e o cortisol são responsáveis por, também silenciosamente, lesarem o corpo. Um dos problemas que eles causam é aumentar a pressão arterial, o que acarreta problemas cardíacos e renais. Procurar atividades que relaxem e entender mais sobre as próprias emoções para controlá-las melhor ajuda a reduzir o estresse. Além disso, dormir bem é um fator importante para a redução do que pode até mesmo ser chamado de mal do século.

7) Má alimentação - a base de um bom funcionamento do organismo vem da comida. Alimentar-se saudavelmente, com um cardápio que inclua frutas, verduras, legumes e grãos fornece o que o organismo precisa para manter todas as funções em perfeita ordem. Excesso e consumo frequente de muito sal, de frituras e de alimentos muito gordurosos não fazem parte de uma dieta amiga do coração.

8) Sedentarismo - cada vez menos se faz exercícios físicos, principalmente quem vive em grandes cidades. No entanto, a atividade física pode reduzir colesterol, diminuir a pressão arterial, aumentar a capacidade cardiorrespiratória, trazer bem-estar, reduzir o estresse etc. Há inúmeras boas razões para se mexer mais. Mas quem pensa em praticar esportes ou fazer academia tem de passar por um cardiologista antes para avaliar a condição antes do esforço.

Matéria publicada pelo site Alagoas 24 Horas

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

Classificação dos alimentos



Segundo a função

Segundo a sua função, os alimentos são classificados em:

a) energéticos – são ricos em carboidratos e lipídios, que fornecem energia para o funcionamento das células. Os principais alimentos fontes de carboidratos são: arroz, aveia, batata, batata-doce, mandioca, pães, macarrão e mel; os alimentos fontes de lipídios são: azeite, óleos, oleaginosas (castanhas, nozes e amêndoas) e manteiga;

b) construtores – são ricos em proteínas e têm como principal função construir células e tecidos e reparar o organismo. Suas principais fontes são: carnes, ovos, leite e derivados, e leguminosas (feijão, ervilha, lentilha, grão-de-bico, soja);

c) reguladores – são ricos em vitaminas, minerais e fibras alimentares, e participam de diversos processos fisiológicos no organismo, por exemplo, a formação de substâncias antioxidantes, a formação dos ossos, o metabolismo dos nutrientes, a produção de energia, entre outros. São encontrados nas frutas, nas verduras, nos legumes e nos cereais integrais.

Segundo os nutrientes

Segundo seus nutrientes, os alimentos são classificados em:

a) macronutrientes – nutrientes que contêm energia; são os carboidratos, as proteínas e os lipídios;

b) micronutrientes – nutrientes que não contêm energia; são as vitaminas e os minerais.

Cada nutriente possui uma função específica, como visto no tópico anterior; assim, todos são fundamentais para o bom funcionamento do organismo.

Referência bibliográfica

Nutrição esportiva: Brasília. Fundação Vale, UNESCO, 2013.

Importância de uma alimentação saudável para praticantes de exercícios físicos



A prática de exercício físico é extremamente beneficiada pela adoção de hábitos alimentares saudáveis, tanto para os indivíduos que buscam qualidade de vida como para os atletas que buscam a vitória em cada competição.
A alimentação adequada e saudável deve fazer parte do dia a dia, tanto dos indivíduos praticantes de exercícios físicos como dos atletas, para que o organismo possa utilizar os nutrientes na formação de energia, na reparação de tecidos, no fortalecimento do sistema imunológico, na formação de enzimas e na proteção contra os radicais livres; enfim, na melhora do desempenho, sendo que esse pode ser o diferencial entre os que se alimentam e os que não se alimentam bem.
A alimentação adequada no dia da competição também é extremamente importante para o melhor desempenho do atleta. Vale ressaltar que o ideal é que todo praticante de exercício físico não se alimente corretamente apenas no dia da competição, mas sim que tenha essa prática em seu treinamento.
Portanto, os treinadores e os nutricionistas devem orientar seus alunos para que eles tenham uma alimentação saudável, ou seja, para serem capazes de realizar escolhas alimentares adequadas para cada momento de atividade ou treinamento.

Referência bibliográfica

Nutrição esportiva: Brasília. Fundação Vale, UNESCO, 2013.


quarta-feira, 3 de setembro de 2014

30 hábitos que vão mudar sua vida para melhor


Adquirir bons hábitos é a base para o desenvolvimento e crescimento pessoal. Tudo que fazemos hoje é resultado de um hábito que nos foi ensinado no passado. Infelizmente, nem todos os hábitos que temos são bons, e é por isso que estamos sempre tentando melhorar.
A seguir, uma lista de 30 hábitos práticos que podem fazer uma diferença enorme na sua vida.
Você deve tratar essa lista como uma referência, e adquirir apenas UM hábito por mês, assim terá tempo suficiente para absorver completamente cada um deles, enquanto vê melhoras significantes a cada mês.

Saúde

1. Exercite-se 30 minutos por dia. Especialmente se você não se movimenta muito enquanto trabalha. É essencial que você faça exercícios diários, e 30 minutos todos os dias é o mínimo recomendado para uma saúde exemplar.

2. Tome café da manhã todos os dias. Café da manhã é a refeição mais importante do dia, e ainda assim muitas pessoas a deixam de lado. Particularmente gosto de comer pão com ovos mexidos e iogurte.

3. Durma 8 horas. Nunca é bom ficar sem dormir direito. Você pode achar que está ganhando tempo por dormir menos, mas na verdade você só ganha stress e cansaço. 8 horas é uma boa quantidade para a maioria das pessoas, junto de um cochilo opcional de 20 minutos depois do almoço.

4. Evite beliscar besteiras entre as refeições. É a forma mais fácil de ganhar peso. Se você está com fome, faça uma refeição decente.

5. Coma 5 porções de frutas e vegetais todos os dias. Nosso corpo e nosso cérebro amam vegetais e frutas, então eu recomendo muito que você coma o máximo possível deles. Cinco porções é a quantidade que geralmente é recomendada pelos estudos sobre saúde.

6. Coma peixe. Peixe é rico em Omega 3 e outros elementos saudáveis. Faça ao menos uma refeição por dia com peixe e terá o suficiente de cada desses nutrientes.

7. Beba um copo d’água assim que acordar. Quando você acorda, seu corpo está desidratado e precisa de líquido. Crie o hábito de beber um copo d’água logo após acordar, além de beber bastante durante o dia.

8. Evite refrigerantes. Geralmente é a bebida mais prejudicial à saúde que você pode achar. Limite o máximo que puder do seu consumo de refrigerante e seu corpo irá agradecer.

9. Mantenha-se limpo. Não quero que passe o dia todo em frente ao espelho, mas um mínimo de cuidado com o seu corpo não dói.

10. Se você fuma, pare. Não há mais razões para fumar, e já existem inúmeros métodos para parar.

11. Se você bebe, pare. O mesmo da anterior. Não pense que álcool vai resolver seus problemas, isso nunca acontece. A única exceção é um copo de vinho por dia depois do almoço.

12. Use as escadas. Uma manha para forçar você a fazer pelo menos algum exercício por dia. Ao invés de usar o elevador, vá de escada.

Produtividade

1. Use um sistema de anotação. Pegue o hábito de registrar todas as idéias e coisas que vierem à sua cabeça. Você pode usar um notebook para isso, depois sincronizar tudo no seu computador.

2. Priorize. Se você tem uma lista de coisas a fazer, por onde começar? Um jeito de achar essa resposta é manter uma ordem de prioridade. Se você está em dúvida, pergunte-se: “Se eu só pudesse fazer uma coisa hoje, o que eu faria?”.

3. Planeje, mas não muito. Planejar é importante, e você deve decidir antecipadamente o que vai fazer hoje, ou nessa semana. Entretanto, planejar por mais de uma semana costuma ser ineficiente por ser difícil manter o controle, então não costumo me preocupar com isso.

4. Acorde cedo. Acordar cedo é uma ótima forma de ganhar um tempinho extra. Eu gosto de acordar às 5 da manhã pra que às 9 da manhã eu já tenha terminado coisas que me levariam dias.

5. Cheque seu email apenas 2 vezes por dia. Emails podem facilmente virar um vício. É um costume desnecessário checá-lo a cada 10 minutos. Faça um esforço e cheque seu email apenas uma ou duas vezes por dia e perceba que você não morreu de conseguir esse feito. Vale também para Facebook, onde eu abordo melhor aqui.

6. Elimine tarefas de importância menor. Ficar ocupado o dia todo não significa que você está fazendo coisas importantes. Elimine atividades que não são importantes e foque no que realmente importa.

7. Limpe seu ambiente (especialmente sua mesa). Ter um ambiente limpo e uma mesa organizada é importante para manter seu foco e sua criatividade.

8. Automatize. Existem várias tarefas que você tem que fazer todo dia ou toda semana. Tente automatizá-las o máximo possível.

9. Determine prazos rígidos. Quando estiver fazendo algo, decida antecipadamente quando irá parar. Haverá uma regra que determina que todo o seu tempo será dedicado a completar essa tarefa. Crie o hábito de determinar prazos para maximizar sua produtividade.

10. Descanse um dia da semana. Ao invés de trabalhar todos os dias, descanse por um dia (domingo, por exemplo) onde você não ligará o computador. Use esse tempo para fazer coisas prazerosas e ficar mais em contato com o mundo, como dar uma caminhada.

Desenvolvimento Pessoal

1. Leia um livro por semana. Ler é uma boa forma de manter seu cérebro em atividade. Com apenas 30 minutos por dia, você será capaz de ler um livro por semana, ou aproximadamente 50 livros por mês. Sim, é fácil e impressionante. Por que não tentar?

2. Resolva quebra-cabeças. Quizes, palavras cruzadas, etc. são ótimas formas de exercitár seu cérebro.

3. Pense positivo. Você é o que pensa, sempre.

4. Tome decisões rapidamente. Ao invés de ficar uma hora pensando no que fazer, tome suas decisões o mais rápido possível (menos de um minuto, por exemplo).

5. Espere antes de comprar. Esperar 48 horas antes de comprar algo é extremamente econômico, você pensa várias vezes se realmente precisa daquilo. Vale a pena, tente.

6. Medite 30 minutos por dia. Uma ótima forma de purificar e pacificar sua mente é através da meditação. 30 minutos não é muito, mas é o suficiente para que você se inicie nesse caminho sem volta e onde você nem imagina o quanto pode ganhar.

Carreira

1. Comece um blog. Blogar é uma das melhores formas de ser ouvido. Não precisa ser sobre um assunto específico, um blog pessoal serve perfeitamente.

2. Crie um portfólio. Se seu trabalho é criar coisas, construir um portfólio é uma ótima forma de mostrar do que você é capaz. Você também pode oferecer coisas gratuitamente se isso se aplicar ao seu ofício.

O que você acha? Quais hábitos mudaram sua vida? Quais você acha que mudarão?